A dor da traição é de dificil superação

O quê sente uma persona traída? A dor da traição dói no profundo. Não no corpo, não no peito, não no coração, ou em outro órgão. Porém no espírito. Uma dor insuportável que provoca desorientação, perda de raciocínio, o sentimento de repudiação. Porque a traição não vem da pessoa que não conhecemos, porém daquele que anda ao nosso lado.

Não falo somente de traição conjugal. Há diversas formas de traição ( isso não é moderno): o fruto trai (1 Co 5.1), o irmão trai (Gn 27.19), a senhora trai (Jo 8.7), o camarada trai (Lc 22.48). Jesus foi iludido por um de seus discípulos. Um dos seus; um dos escolhidos para substituí-lo levando sua mensagem salvadora ao planeta; um que andava ao seu lado.

É lógico que Jesus diga: “Judas, com um beijo trais o Filho do homem??” Este não está abalado, porque este é Deus sabe tudo; conhece os corações. Aliás, sabia o que haveria de ocorrer com o propósito de se cumprisse a profecia. Porém, certamente, a dor que Jesus sente não é a da traição em si, porém de perda de um dos seus discípulos. Embora Jesus já soubesse tudo que aconteceria, deve ter-lhe doído a perda de um dos seus seguidores do mesmo modo que dói, em nós.

Como reagir perante a uma dor que pareçe que nunca vai acabar? Vizinhos, parentes, amigos, filhos, pastor. Com quem conversar num instante tão difícil? Talvez você não queira falar sobre alguma coisa tão íntima com alguém que deve julgar o outro.  A mágoa é uma consequência imediata; ódio rancor são sentimentos que você deve nutrir ou não. Só depende de você.

Amados, creio que o melhor a fazer é rezar. Deus é a persona com quem devemos conversar, solicitar direção para um instante tão doloroso. Deus é o seu amigo verdadeiro que não vai expor você. A TRAIÇÃO é o ÚNICO motivo abrigado pelo próprio Deus para o desunião do casal.

Porém, a resolução de desdar um relacionamento (seja este que for) não é para ser tomada sem uma reflexão. No caso da traição conjugal, é bastante essencial filosofar em tudo: há quanto tempo estão juntos; o que construíram; o que vem acontecendo em seu relacionamento para chegar a tal ponto de ocorrer uma traição. Apesar do respaldo oferecido por Deus caso houver traição, este não almeja a rescisão de sua família. A aprovação para se divorciar é somente um escape para uma dor que Deus sabe que nem a humanidade vão olvidar.

Porém devemos tentar. O perdão é alguma coisa tão maravilhosa que refrigera bastante mas a psique daquele que o libera do que a daquele que o recebe. Não faça inanidade sobre o que está mostrando na sua vida.  Busque conversar com aquele que lhe traiu porque foi o que jesus fez. Tudo o que aconteceu já estava determinado pelo Pai, Jesus sabia disso, porém falou com Judas com finalidade de que este soubesse que se ressentiu dele.

Paixão compreensão são os primordiais sentimentos que devemos ter em nosso coração escolhemos conversar para esclarecer as coisas. A paixão verdadeira é paciente, a paixão é altruísta. Não inveja, não se vangloria, não se orgulha. Não maltrata, não procura seus interesses, não se ira facilmente, não guarda rancor. A paixão não se alegra com a desigualdade, porém se alegra com a verdade.

O que fazer para melhorar meu relacionamento desgastado?

Uma relação feliz, saudável e equilibrada são requisitos indispensáveis para uma vida a 2 recompensadora. Porém, por incontáveis motivos, é normal os relacionamentos passarem por períodos de desgaste. “Uma das mais grandes dificuldades está na questão do diálogo. A escassez da fala, a falta de paciência em ouvir o outro, influenciam negativamente o relacionamento. Outros fatores também podem cooperar para essa situação. São variados motivos. Vamos poder referir pequeno número de deles, como excesso de trabalho, preocupações do cotidiano, o desvelo com os filhos, falta de grana, cansaço. Muitas mulheres passam por isso até perder o homem da vida, e depois vão no google e pesquisam a como reconquistar um homem.

 

Relacionamento desgastado

 

Um dos vilões mais dificil de se combater

A monotonia da rotina que se instala com o passar do tempo é um dos principais vilões. O convívio no cotidiano cria um tipo de rotina com a presença do outro. Nessas situações, o libido e a sedução são deixados de lado. Paradoxalmente, a paixão precisa da aproximação, do aconchego da intimidade, porém o libido necessita da intervalo de alguma coisa de oscilação, ingredientes essenciais para despertar a vontade de eliminar a saudade.

 

Para reacender a paixão é preciso entregar novo ânimo ao relacionamento

A conversa é a mas eficiente em uma situação de desgaste. Exponha o que sente, o que acha que deve ser melhorado na relação. É fundamental que tenha conversas com o coração acessível, proponha recursos com intenção de a relação volte a ser empolgante.

O contato físico é bastante essencial para refazer laços que foram perdidos. Uma surpresa, andejar de mãos dadas ou um beijinho no rosto fazem com que o outro se sinta achegado e querido. Não precisa ter continuamente sexo, porém carícias.

 

Como reconquistar

 

Que tal pelo menos de vez em quando dividir as tarefas?

Com o passar dos anos, vários trabalhos domésticos do cotidiano são deixados a incumbência de um ou de outro de forma tão estabelecida, que o sentimento é que só um dos 2 é encarregado por essas atividades. Que tal dividi-las? Com a ajuda mútua, a dedicação conjunta valoriza a presença de qualquer um no relacionamento. Arrumar o leito, e lavar a louça por exemplo, faz com que o par aprenda a olhar mais para o outro, respeitando seu parceiro suas habilidades.

No início do relacionamento, o par possui a tendência de olvidar as pessoas a volta – o planeta é restrito dos enamorados. Nas fases iniciais do relacionamento, normalmente não acontecem brigas, porque o par ainda está se conhecendo, presta mais atenção no que o agrada ou desagrada o outro.

Que tal reservar pequeno número de dias durante o mês para reviver o início do relacionamento? É preciso produzir uma envolvente com finalidade de o libido voltar a mil por hora, o carinho, voltem a reservar um tempinho do dia só para namorar.

Com o passar do tempo a subtracção do libido, os beijos apaixonados vão se tornando selinhos monótonos. Um globo de neve inicia a se formar: quanto menos o par se beija, menos possui libido. Quanto menos libido, menos vontade possui e isso só vai piorando. Então, dê beijos apaixonados todos os dias se possivel, seja um ou 10. O que importa é aproveitar esse instante com seu companheiro.

 

Deixe a monotonia de lado de uma vez por todas

Invista em elogiar o seu parceiro, apreciar seus feitos, lembrá-lo de como você é grato de tê-lo ao seu lado. A monotonia é mortal para relacionamentos amorosos. Ela faz com que as pessoas acreditem que já conquistaram tudo não precisam investir mas vigor na relação. O par perde pequeno número de motivações, como renovar, ocupar, galantear.

 

Você tem um cérebro, use agora mesmo

O maior órgão sexual, tanto do varão quanto da senhora, é o cérebro. Assim sendo, dinamize sua vida sexual com bastante erotismo. Conforme o tempo vai se passando, o sexo se torna alguma coisa mecânica. Reverta essa situação. É essencial desvendar o que seu parceiro gosta, tentar realizar as fantasias em conjunto.